Sempre que eu acabava de chegar em casa já corria para frente do meu 486 devia ser o lugar mais quente da casa, não pela temperatura mas porque lá meu cérebro fritava (literalmente). Eu estudava na E.E. Estevam Ferri em São José dos Campos – SP, era 1 hora de viagem até a minha casa porque morava em um pequeno sítio. E o minha parada era quase no ponto final da linha 202 – Bom Retiro. E fazia mais ou menos 1 mês que meu Continue lendo